Artigos

Twitter lança Bootstrap 2.0

No dia 31 de janeiro, a equipe de desenvolvimento do Twitter lançou a versão 2.0 do Bootstrap, sua biblioteca de componentes de interface visuais: http://twitter.github.com/bootstrap/

Entre as novidades estão: melhorias nos botões, um novo menu vertical para aplicativos, barras de progresso animadas, novos plugins para o jQuery com diversas novas opções de interatividade, e melhor suporte para navegadores móveis.

A atualização, porém, não é tão simples: quase toda a estrutura de classes foi alterada, visando eliminar conflitos e tornar a biblioteca menos intrusiva.

Mas o esforço vale a pena. Fizemos a atualização em um dos nossos projetos, levou menos de uma hora, e já estamos utilizando os novos componentes. Sobrou até tempo para atualizar o projeto para o Rails 3.2.

Read More

Foco no Negócio

Quando uma empresa adquire um software no modelo tradicional, uma série de custos “ocultos”, relacionados à infraestutura necessária, passam a fazer parte do dia-a-dia: compra ou aluguel de servidores, gerência dos mesmos (configuração, atualizações, etc), backups, aplicação de políticas de segurança, etc. Toda essa gestão demanda tempo, dinheiro, e causa desgaste em todos os setores da empresa e com o fornecedor da solução. Além disso, normalmente demanda um alto investimento, que tem que ser realizado periodicamente, à medida que a empresa for crescendo (mais servidores, mais backup, etc).

Cada vez mais gestores descobrem que, ao contratar um SaaS, boa parte dessas preocupações e custos desaparece, pois quem cuida da estrutura é o fornecedor do serviço. O departamento de TI e os gestores responsáveis pode se focar no que realmente importa – uso estratégico da informação e dos sistemas na empresa, evolução tecnológica, planejar o crescimento…

Porém, para que estas vantagens sejam realmente visíveis pelo consumidor da sua solução SaaS, são necessários diversos cuidados na apresentação de sua oferta: apresentar planos e preços de maneira clara, permitir upgrade e downgrade sem burocracia, e, acima de tudo, um produto bem planejado e desenvolvido, que minimize a necessidade de suporte.

Um projeto de SaaS não é simplesmente uma “versão web” de um aplicativo. Há toda uma mudança de paradigma por trás, para que seu consumidor deixe de enxergar sua oferta como “produto” e passe a enxergar como “serviço”.

Este artigo é parte de uma série, saiba mais aqui.

Read More

SaaS

A sigla SaaS significa “Software as a Service”, ou, em bom português, “Software como Serviço”. Em essência, trata-se de mudar a experiência de contratação do cliente, tornar a aquisição do software mais próxima de contratar, digamos, uma empresa de contabilidade, do que comprar um novo eletrodoméstico.

O modelo SaaS não é exatamente novo (o termo “SaaS” foi utilizado pela primeira vez em 2001), mas tem sido maturado nos últimos tempos. Já foi chamado de modelo “ASP” (Application Service Provider), “On Demand”, e hoje em dia é moda chamar de “Cloud” (embora SaaS seja apenas uma das aplicações de Cloud Computing). Os principais fornecedores de software tradicional do mercado (SAP, Oracle, Microsoft, IBM) tem se voltado para esta nova estratégia, e alguns (ex.: Salesforce) decidiram focar exclusivamente neste modelo.

Os pioneiros já estão colhendo frutos: o Salesforce, que detinha 6% do mercado de CRM até 2006, atualmente está com 14%, abocanhando clientes de gigantes como a SAP e Oracle.

O panorama é claro: o SaaS veio para ficar. De acordo com estimativas do Gartner Group, as vendas de software SaaS atingiram 9 bilhões de dólares no ano de 2010, e estimava-se crescer cerca de 16.2% em 2011. Além disso, pesquisas recentes revelam que CIOs de empresas do mundo inteiro estão sendo pressionados cada vez mais a migrar a infraestrutura para a nuvem, o que implica na substituição do software tradicional pelo SaaS.

Claramente as empresas estão preferindo contratar software como serviço. Mas porquê?

  • Parte 2: Vantagens do SaaS: Foco no Negócio
  • Parte 3: Vantagens do SaaS: Fácil Crescimento (em breve)
  • Parte 4: Vantagens do SaaS: Maior Produtividade (em breve)
  • Parte 5: O Modelo “Freemium” (em breve)
  • Parte 6: Garantindo o sucesso de seu SaaS (em breve)
  • Parte 7: Estudo de Caso 1 (em breve)
Read More

Software como Serviço

Se você ou sua empresa querem oferecer um serviço diferenciado e útil ao mercado, um SaaS pode ser sua melhor opção.

A Elementar atua na assessoria para implantação de SaaS na forma de parceria, gerando benefícios para as ambas as partes.

Leia nosso artigo sobre SaaS

Read More